Buscar
  • Psicóloga Karyn Wanessa K Ribeiro

AFINAL, O QUE É SAÚDE MENTAL?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a saúde mental vai muito além da ausência de doenças mentais. Pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode corresponder à expectativa dos outros o tempo todo.


De acordo com a Associação de Psicologia Americana – APA, a saúde mental pode ser definida pela forma como pensamentos, sentimentos e comportamentos influenciam diretamente nossas vidas.


Todos nós experimentamos diariamente diversas emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. Porém, nem todos somos capazes de enfrentar os desafios e as dificuldades do dia a dia com equilíbrio e sabedoria. A saúde mental de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida. Algumas pessoas tendem a ser mais positivas e determinadas para enfrentar as adversidades, enquanto outras recuam e evitam o enfrentamento por acreditar que não são fortes o suficiente. Uma imagem positiva sobre si mesmo é sinônimo de boa saúde mental. Buscar o autoconhecimento nos torna mais confiantes e isso reflete em nossos relacionamentos e atitudes.


O indivíduo que goza de boa saúde mental cuida da sua vida de forma que se torna dono do seu destino. Apesar dos altos e baixos, ele não perde a consciência daquilo que é mais precioso para si. Ou seja, ele se torna o protagonista da sua própria vida, assumindo as responsabilidades pelos acontecimentos e enfrentando com equilíbrio e resiliência as adversidades. Ele sabe que poderá encontrar dificuldades, mas está disposto a enfrentá-las.


Muitas vezes, uma pessoa percebe que não está bem, mas por preconceito, desconhecimento ou vergonha de admitir a sua condição, não busca ajuda profissional e os sintomas acabam se agravando, interferindo diretamente em sua vida pessoal e profissional.


Diversos são os sinais que merecem atenção e que podem ser indicativos de desordem mental. A lista reúne sintomas físicos, cognitivos e emocionais.


· Distúrbios do sono (ausência ou excesso)

· Alterações no apetite (para mais ou para menos)

· Dores de cabeça e musculares

· Taquicardia e dores no peito

· Problemas digestivos

· Queda da imunidade

· Agitação, excesso de irritação e falta de paciência

· Dificuldades de concentração e memória

· Tristeza e desânimo sem motivo aparente

· Pessimismo e sensação de incapacidade


Negligenciar o que o seu corpo e mente estão tentando comunicar, pode desencadear sintomas expressivos e que vão, sem dúvida, afetar sua vida. Quando a pessoa passa a ter uma série de sintomas de forma contínua, a ponto de interferir em sua rotina, é hora de parar e buscar ajuda médica e psicológica.


Cuidar da mente deve ser prioridade, pois é ela que nos permite agir com inteligência e equilíbrio emocional, permitindo-nos alcançar os objetivos e a viver uma vida mais leve e harmoniosa. Ter uma boa qualidade de vida, é equilibrar os cuidados com a mente e o físico.


Pessoas saudáveis mentalmente, além de conquistarem melhores resultados, tendem a ser pessoas agradáveis, bem humoradas e otimistas. Elas falam bons assuntos e estão sempre dotadas por uma alegria contagiante. Fique atento e cuide-se!


Psicóloga Karyn Wanessa Katzwinkel Ribeiro

CRP 08/09380

(41) 98703-9887


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo