Buscar
  • Psicóloga Karyn Wanessa K Ribeiro

ESTRESSE NO TRABALHO E BURNOUT


Como você tem se sentido após a jornada de trabalho? Estressado, irritado, esgotado? Cuidado!


A síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse, provocados por condições de trabalho desgastantes. A síndrome foi classificada como um fenômeno ocupacional (relacionada ao trabalho) pela Organização Mundial da Saúde em 2019.


Pesquisas revelaram que atualmente, mais de 30% dos brasileiros empregados sofrem com a síndrome de Burnout. 93% destas pessoas se sentem exaustas, 86% se sentem irritadas, 82% possuem falta de atenção e 74% destas pessoas tem dificuldade de se relacionar no ambiente de trabalho. Estes sintomas comprometem as relações do trabalhador no seu ambiente de trabalho e se estendem pelas outras áreas da sua vida, inclusive a familiar.


Profissionais que atuam sob constante pressão, elevada carga de trabalho ou que enfrentam dupla jornada, correm risco maior de desenvolver o transtorno. A pessoa que possui a síndrome de Burnout passa por estresse crônico, esgotamento físico e mental, depressão e baixa autoestima.


Outros sintomas bastante comuns são:

😔 dores de cabeça

😔 enxaqueca

😔 cansaço

😔 sudorese

😔 palpitação

😔 pressão alta

😔 dores musculares

😔 insônia

😔 irritabilidade

😔 agressividade

😔 crises de asma

😔 distúrbios gastrintestinais.


De acordo com Ana Maria Rossi, presidente da ISMA-BR (International Stress Management Association BR) há diferença entre estresse e Síndrome de Burnout. “Estresse é qualquer situação que requer uma adaptação, portanto pode ter caráter positivo – o nascimento de um filho - ou negativo - a morte de alguém. Já Burnout é sempre negativo e está associado à população economicamente ativa”.


Veja algumas dicas que podem te ajudar a “escapar da síndrome de Burnout”:

😊 Realize atividades físicas regularmente.

😊 Consuma alimentos saudáveis e beba muita água.

😊 Tenha uma boa noite de sono.

😊 Proporcione a si mesmo momentos de lazer e convívio com amigos.

😊 Planeje sua rotina e respeite os seus limites. Às vezes é preciso dizer NÃO!

😊 Busque o autoconhecimento. A psicoterapia é um ótimo caminho.

😊 Pratique atividades de relaxamento.

😊 Sorria mais!


Procurar ajuda médica ou psicológica enquanto os sintomas ainda são leves, é o melhor caminho. Na síndrome de Burnout, assim como em outras doenças, a falta de tratamento adequado pode agravar o quadro com a intensificação dos sintomas, podendo desencadear doenças mais graves como esquizofrenia ou depressão. A pessoa acometida pela síndrome pode, inclusive, cometer suicídio.


O tratamento da síndrome de Burnout inclui o uso de antidepressivos e psicoterapia.


Psicóloga Karyn Wanessa K Ribeiro

Especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho

CRP 08/09380

(41) 98703-9887

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo